8 erros a evitar quando contratas um advogado

02/06/2018

Hoje trago-vos um assunto que acho ser de extrema importância. Recentemente tive de contratar um advogado e infelizmente optei por um escritório de advogados ali na College Street, em Toronto que me deixou pra lá de decepcionada!

 

Correu tudo mal com eles e sai muito pouco satisfeita desta minha primeira experiência com advogados. O escritório chama-se Skultety Preto mas não vos vou contar tudo o que correu mal porque tinha que vos dizer que foi tudo mas vou dar-vos uma lista com oito erros dos mil que eu cometi e que espero que vos ajudem se estão a procura de um advogado neste momento. 

 

Não mantenhas um advogado de quem não gostas

Nunca é tarde para mudar. Se não te sentires confortável com o teu advogado, não o deves manter. Com isto não quero dizer que o teu advogado seja o teu melhor amigo, mas deves ter confiança nele porque em quase todos os casos, o sucesso depende de confiares o suficientemente nele para lhe contares qualquer coisa abertamente e fazeres todo o tipo de perguntas.

 

Não pedires um orçamento por escrito

Embora a lei valide um contrato oral, podes encontrar muitos problemas. Tenham a certeza que percebem todos os termos do vosso contrato e procurem ter algo por escrito. Mais vale prevenir do que remediar.

 

Não se iludam com o primeiro encontro

O objetivo deles, como de qualquer empresa e fazer dinheiro na captação de clientes, então não confundam aquele primeiro encontro que transborda simpatia. Lembrem-se que querem um advogado que vos consiga representar da melhor forma. O ideal e mesmo que o advogado consiga juntar ambas as qualidades.

 

Não pensem que maior é melhor

Neste ponto acho que o tamanho da empresa não influi em nada. Nós Optamos por um escritório pequeno mas que funciona pessimamente. .Talvez que tivéssemos optado por uma empresa com maior representação e de renome tivesse corrido melhor. Acho que todos procuramos alguém que nos dê a sua atenção total e que nos ouça atentamente e isso não depende de todo to tamanho da empresa mas da qualidade do profissional.

 

Não verificar a área de especialização

Um advogado pode ser excelente na área da emigração ou na área dos divórcios mas terrível em tudo o resto, tal como outros podem ser bons em várias áreas diferentes. A lei não é tão linear como a matemática então o ideal e encontrares alguém especializado naquilo que precisas.

 

Não discutir disponibilidade horária

Se contratarem um advogado que não tenha o tempo adequado para te ter como cliente, as tuas necessidades legais vão sofrer. certifica-te que discutem quanto tempo vais precisar e que o advogado será capaz de se comprometer com o que precisas.

 

Não contrates o primeiro advogado que aparece

Tenta descobrir no mínimo dos mínimos três e de preferência e através de referências pessoais. Tens de confiar no trabalho do escritório. Se sabes que o advogado ou o escritório que o representa, trata de casos ou práticas ilegais, pensem bem se é o melhor recurso.

 

Não fazer os trabalhos de casa

A pessoa que tem maior interesse em que sejas bem representado e defendido és tu. Então faz o máximo que conseguires, obter referências de pessoas e online https://www.lawyerratingz.com/  ou https://www.canadian-lawyers.ca/ procura diretórios baseado na cidade em que vives ou na área de especialidade que precisas.

 

Não se esqueçam de dar o vosso contributo e no final das vossas experiências e partilharem o vosso feedback com quem acham que precise.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Top Posts

CATEGORIES

Please reload